This is a platform for User Generated Content. G/O Media assumes no liability for content posted by Kinja users to this platform.

Norte Do Marrocos

Receitas Sem Carboidrato Doces E Salgadas: 12 Opções Fáceis Para que pessoas Está De Dieta

Casada há 16 anos, a dona de casa já pensou em se jogar em frente aos carros de uma via movimentada, no município de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, onde vive. Porém a toda a hora engoliu o choro e se conformou com o feitio infiel do marido, “porque ele a toda a hora volta para casa”, resume.

Advertisement

O marido de Letícia sai de residência pela sexta-feira de manhã e retorna apenas no domingo à noite - ela nunca sabe com quem ou fazendo o quê. 2 Receitas Fáceis E Saudáveis, Conheça! imediato é possível votar no Prêmio Claudia. Ele não pesquisa emprego, não limpa a moradia e não cuida do filho de 8 anos, que sofre de transtorno global de desenvolvimento. Para completar, grita, xinga e humilha a esposa.

“Eu nunca sofri agressão física, todavia eu apanho verbalmente”, confessa Amanda. As duas se conheceram na Agregação Mulheres de Atuação pro Trato Social (Amac). O grupo apresenta apoio a vítimas de ferocidade doméstica e estimula o empreendedorismo entre mulheres, em Duque de Caxias. “Algumas mulheres não percebem que estão em situação de crueldade doméstica, já que não ficam com olho roxo.

Advertisement
  • Sub Royal Comercio De Alimentos
  • Macarrão integral (ou grano duroPão integral
  • Receita de cenourinhas assadas para lanche rápido light
  • Manteiga para pincelar a teu gosto
  • três batatas picadas em cubos
  • Atendimento ao Assinante
  • ½ maço de coentro picado grosseiramente (utilizar os talos assim como)
  • 300 g de presunto fatiado cortado em tiras

Porém nas rodas de discussão entre mulheres, elas acabam se identificando com abusos psicológicos que sofrem em casa”, explica Nilcimar Maria Silvestre dos Santos, uma das fundadoras do grupo e finalista do Prêmio CLAUDIA, pela categoria Consultora NATURA. Independentemente das peculiaridades de cada mulher, elas normalmente só procuram assistência - seja a partir de órgãos públicos ou particulares - no momento em que sofrem violência física.

Advertisement

Mas toleram agressividade psicológica durante anos, conforme explica Tânia Maria Leitão Nunes, psicóloga do Centro de Referência de Atendimento a Mulher, de Duque de Caxias. “O propósito do meu trabalho é empoderar estas mulheres e desmitificar o conceito de brutalidade doméstica como sendo só física. Torta De Liquidificador. A Melhor Receita, Acessível E Rápida xingamentos e a desvalorização culminam pela dureza física“, ressalta a especialista.

Já é possível votar no Prêmio Claudia. Eu sou casada há oito anos e nunca sofri dureza física. Contudo eu apanho verbalmente. Meu marido me xinga, me chama de cobra. Ele grita e fala coisas horríveis. As palavras machucam. Não deve me oferecer um tapa pra me ferir. Meu filho é especial, tem uma doença chamada transtorno global de desenvolvimento.

Advertisement

Ele é mais sensível. E no momento em que o pai dele grita e discute comigo eu tento ficar calma para não assustá-lo. Ele chora e tem pavor. Eu abraço o meu filho num cantinho e digo: ‘Fica calmo, fica calmo. Papai só tá informando. Ele vai parar de falar’. Eu me controlava para acalmar o meu filho.

No primeiro ano de casamento foi agradável. Brocoli Ao Forno Descomplicado E Ligeiro nunca brigava e concordava com tudo. Depois as coisas desandaram. Após 3 anos de casada, eu percebi que os problemas aumentavam e eu estava sobrecarregada e sozinha. O meu marido não trabalha, ele fica em moradia o dia todo e ainda não ajuda com os afazeres domésticos. Ele saiu do último serviço, visto que tem escoliose, desvio na coluna.

Advertisement

Só que isto não o impede de trabalhar em algo que não existe vigor físico. Todavia ele não quer. Ele não tem ânimo pra buscar nada. Sempre levo meu filho para terapia e para acompanhamentos psicopedagógicos. Cheesecake De Cenoura Com Brigadeiro sustento a residência com o dinheiro que o meu filho recebe. No momento em que eu desejo deslocar-se para a igreja, eu pretendo deixar meu filho com o meu marido. Porém eu não poderei, porque ele não quer tomar conta do próprio filho. No final do ano, se o meu marido não modificar, eu vou sair daqui. Vou alugar uma casinha e me modificar com o meu filho.

Share This Story

Get our newsletter